Criatividade 10 dicas

Antes de mais nada: não existe “receita mágica” para se ter idéias diferentes. Qualquer um que tente convencê-lo do contrário tem boas chances de, na melhor das hipóteses, estar iludido – ou não saber ao certo o que criatividade significa. Afinal de contas, a partir do instante em que haja uma fórmula para se pensar novas coisas, elas já não serão mais novas.

Não sou psicólogo nem “criativólogo”, tudo que conheço na área vem de prática e observação. Quando estou bloqueado, sempre penso em crianças e no que elas fariam. Observando-as, descobri algumas atitudes que podem ajudá-lo a buscar saídas originais para os mesmos velhos problemas. Seguem algumas delas:

  1. Relaxe. Essa é a dica mais importante. Para se ter idéias é preciso estar em um estado de espírito tranqüilo, com o mínimo de estresse possível. Pense em outras atividades que sempre mudam: dançar, cozinhar, fazer piadas… sob pressão, buscamos atalhos para o raciocínio, e as velhas rotas são sempre mais rápidas e seguras.

  2. Colecione tudo que puder. Rótulos, embalagens, folhas, revistas velhas… junte todas as tranqueiras que conseguir. Quando reciclada, essa velharia que inferniza o seu próximo pode ser de grande serventia.

  3. Seja curioso. Aprenda outras coisas, não tenha medo de perguntar tudo, mesmo que não tenha nada a ver com a sua área. Os verdadeiros criativos não são esnobes nem auto-centrados. Quem age assim normalmente é só inseguro.

  4. Mexa-se. Dê uma caminhada, tome um banho. Ative sua coordenação motora e oxigene o cérebro. Dormir também pode ser uma boa, contanto que você tenha um caderno de notas à mão.

  5. Redecore sua mesa, desktop, espaço de trabalho. Mude a posição de mesas, cadeiras e livros, troque seu ponto de vista, coloque objetos interessantes ao alcance da mão, provoque seu subconsciente.

  6. Tome notas. Picasso, Hemingway e muitos outros nunca saíam de casa sem seus caderninhos Moleskine. Boa parte das “sacadas” tende a desaparecer quando tentamos fixá-las na memória. Anote tudo sem compromisso com o layout ou mesmo com a gramática. O caderno não é um diário nem um blog. É seu e só seu.

  7. Desapegue. Dê parte das suas coisas, empreste, troque. Faça o mesmo com suas idéias. Nunca tenha medo que alguém as “roube”. Tenha em mente que, ao contrário de mercadorias, quando se trocam idéias elas não deixam suas mãos. Pelo contrário, ficam mais fortes.

  8. Pergunte “por que as coisas são do jeito que são?” pelo menos umas cinco vezes por dia. Faço isso há anos, o que já me levou a diversas situações constrangedoras.

  9. Desmembre. Divida frases, situações, objetos em diversas partes, nem que seja para descobrir que o todo é muito maior que a soma delas. Ao dividi-las, os objetos e conceitos “grandes” e assustadores são transformados em objetos menores e muito mais maleáveis.

  10. Observe o mundo à sua volta. Preste especial atenção a crianças, camelôs, uniformes, pessoas “diferentes”, artistas e suas obras, brechós, locais abandonados, plantas, mapas, diagramas técnicos, lojas especializadas… há uma enorme riqueza pictórica no mundo.

Se nada disso der certo para se ter uma boa idéia, pelo menos será garantia de diversão e relaxamento, o que sempre é lucro.

Luli Radfahrer 

Minha foto

cansada, cansada, cansada, aliás cheguei tao cansada hoje no trabalho que me permiti um chocolate quente com uma barrinha de chocolate ao leite derretida, delícia!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Sabe que me senti melhor depois? rs

É incrível
Nada desvia um destino
Hoje tudo faz sentido
E ainda há tanto a aprender
E a vida tão generosa comigo
Veio de amigo a amigo
Me apresentar a você
Não se prenda
A sentimentos antigos
Tudo que se foi vivido
Me preparou pra você
Não se ofenda
Com meus amores de antes
Todos tornaram-se pontes
Pra que eu chegasse a você…”

(Jorge Vercilo)

Eclipse lunar

Hoje voltando do cinema vi o eclipse da lua, tao linda, ela estava toda avermelhada em tons variados, fiquei acompanhando aqui pela minha janela o final do eclipse a agora a lua já esta toda branquinha e iluminada novamente, esta foi a primeira vez que vi um eclipse lunar….

  Feliz aniversário
Segundo o dicionário, a palavra aniversário é de origem latina e quer dizer “aquilo que volta todos os anos, aquilo que se faz ou que volta todos os anos.”Já o bolo de aniversário tem sua origem creditada a Grécia, numa homenagem a deusa Ártemis, cuja data era comemorada a cada dia seis do mês.E porque as velas? Estas representam a luz do luar e esse hábito começou na Idade Média, na Alemanha. Havia uma tradição onde as festas infantis começavam pela manhã e as velas eram acessas assim que a criança acordava. As velas significavam um sinal da luz da vida.

Numa festa de aniversário tudo é importante. O bolo, a festa, os parabéns, os votos de saúde, felicidade e muitos anos de vida.